Existem tantas oportunidades no exterior que às vezes ficamos perdidos, não é? Tem voluntariado, curso de idiomas, graduação, Summer Job… Esse último por exemplo, ainda se divide em dois tipos: Summer Job acadêmico e profissional. Mas você sabe qual é a diferença entre eles? Se sua resposta foi “não”, chegou o seu momento de aprender e, quem sabe, decidir qual opção é a melhor pra você!

Summer Job acadêmico e profissional: definições

Summer Job acadêmico

Para começar, os Summer Jobs acadêmicos são aqueles exercidos dentro das instituições de ensino. Geralmente eles são voltados justamente para a parte acadêmica da instituição e por isso são desenvolvidos apenas por estudantes de graduação e pós, mas também podem vir em outras funções mais práticas. Eles são muito comuns em países como os Estados Unidos e Canadá, e em partes da Europa, da Ásia e da Oceania.

Harvard, por exemplo, todo verão recruta estudantes para trabalhar em atividades relacionadas aos mais de 3 mil visitantes que vão conhecer a universidade (muitos pela primeira vez), seja para turismo, cursos de verão ou para descobrir as oportunidades na instituição. Por lá, os Summer Jobs se dividem em três áreas: vida residencial, apoio acadêmico e atividades estudantis.

No caso da vida residencial, os estudantes podem se candidatar a vagas relativas à moradia dos alunos que vão fazer cursos de verão na universidade. Dessa forma, a equipe de vida residencial dá suporte aos novos alunos para se acostumarem com o campus; fornece orientação e aconselhamento; mantém as políticas do Manual do Estudante e muito mais. Nesses casos, as vagas são para monitor, assistente de supervisão e diretor residente.

A função da equipe de suporte acadêmico é meio auto-explicativa: ela é responsável por dar apoio aos estudantes a respeito do curso, mais ou menos como as monitorias nas universidades brasileiras. O suporte acadêmico também é responsável por desenvolver oficinas para os alunos. Sendo assim, as funções desempenhadas são a de tutor, treinador de desenvolvimento pessoal e coordenador ou assistente de programa.

Por fim, a equipe de atividades estudantis fica responsável pelo tempo livre dos alunos. Cabe a eles desenvolver atividades para entreter os visitantes, tanto dentro do campus, com noites de filmes e jogos, quanto fora, com excursões para as praias da Nova Inglaterra e para assistir jogos de basquete, por exemplo.

Em outras universidades existem ainda outros tipos de Summer Jobs acadêmicos. Algumas, por exemplo, contratam estudantes para desenvolver pesquisas e auxiliar um profissional da instituição. Nesse caso, é uma oportunidade incrível para trabalhar com as maiores referências da sua área no exterior.

bibli-summer-job-academico-e-profissional

Um outro tipo de Summer Job acadêmico é como bibliotecário(a) na universidade

Summer Job profissional

No caso do Summer Job profissional, o trabalho é feito em empresas e não em universidades. Sendo assim, acaba funcionando como uma modalidade de estágio no exterior. É uma vertente interessante para quem não tem tanto interesse em seguir a área acadêmica. A boa notícia é que muitas empresas no exterior (principalmente startups) procuram justamente estudantes internacionais para trabalhar para elas.

O que diferencia um Summer Job profissional de um estágio é que ele não necessariamente exige que você esteja vinculado a um curso ou uma universidade para participar. Sendo assim, se você conseguir um Summer Job em uma área completamente diferente da que estuda, ainda assim vai poder aproveitar a oportunidade, se quiser. O mesmo vale para quem já terminou a faculdade.

Algumas empresas, como a J.P. Morgan, dos EUA; a BMW, da Alemanha; a britânica Bain & Company e a Novartis, da Suíça, oferecem programas específicos de Summer Job. Essa experiência internacional é ideal para dar um up no seu currículo e te tornar muito mais competitivo(a) quando for participar de processos seletivos para empregos, tanto no Brasil como no exterior.

prof-summer-job-academico-e-profissional

O Summer Job profissional é a oportunidade perfeita para aprender e ganhar experiência de mercado

Ou seja…

A diferença entre  Summer Job acadêmico e profissional vai desde o lugar onde cada um é exercido até as funções que você pode ocupar. Mas ambos os casos são ótimas oportunidades para trabalhar no exterior e ainda por cima aprender muito. Tudo vai depender de quais são suas intenções: se quer seguir carreira acadêmica, o Summer Job acadêmico é a escolha perfeita. Já se você prefere se preparar para o mercado de trabalho, o profissional é a melhor opção.

Intercâmbio com a UDI

Agora que você sabe a diferença entre Summer Job acadêmico e profissional, já pode começar a se preparar para conquistar uma vaga em qual for melhor para você. E para isso você pode contar com o suporte da nossa mentoria especializada. Clique aqui e faça agora mesmo o seu teste de perfil!

Quer acompanhar todos os nossos conteúdos? Então cadastre seu email aqui para receber nossa newsletter.


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.