Quando falamos de intercâmbio fora do Brasil é normal pensar nos cursos tradicionais de graduação e pós das universidades, que são também os mais concorridos. Mas existem outras formas menos burocráticas e mais simples de tirar esse sonho do papel. Conheça agora 6 tipos de intercâmbio no exterior que são mais acessíveis.

Summer Job Acadêmico

Essa é uma modalidade de estágio que não existe no Brasil mas é muito comum nos Estados Unidos, Canadá, Europa, Ásia e Oceania. E o melhor é que a galera adora o perfil brasileiro para trabalhar nesse tipo de oportunidade. Sabe por quê?

Quando a gente fala de americano, por exemplo, eles são muito processuais: só conseguem seguir a cartilha e fazer tudo exatamente como manda o manual. Já o brasileiro cria suas próprias soluções, além de serem criativos, comunicativos, esforçados e proativos. É por isso que muitas universidades procuram por nós para essas oportunidades.

No Summer Job acadêmico você pode fazer um estágio dentro de uma universidade desenvolvendo pesquisa e auxiliando um profissional da instituição. É a oportunidade perfeita de trabalhar com as maiores referências da sua área no exterior com algo que pode servir de complemento para sua formação acadêmica no Brasil.

Existem oportunidades em diversas áreas diferentes, mas atenção: o Summer Job acadêmico é específico para quem está na faculdade, seja em cursos de graduação, mestrado ou doutorado.

Summer Job Profissional

Nesse tipo de Summer Job, o seu estágio vai ser focado em soluções para empresas. Isso é muito legal principalmente para áreas em que não existe pesquisa, como Direito, por exemplo. Mas também é uma ideia interessante para quem não curte tanto essa pegada mais acadêmica e científica, preferindo ganhar experiência de trabalho em uma grande empresa. Isso com certeza vai agregar e muito no seu currículo.

A maior parte das empresas internacionais, principalmente startups, fazem questão de empregar pessoas de outros países e realidades para trabalharem para elas. Se você não está conseguindo o seu estágio aqui no Brasil, essa é uma ótima oportunidade.

High School

Essa é um dos tipos de intercâmbio no exterior para os mais novos que ainda não chegaram na faculdade. Sabia que existe a possibilidade de fazer o seu Ensino Médio (ou parte dele) lá fora?

Muita gente fica com o pé atrás em relação à essa modalidade por conta de um erro fatal: procurar a ajuda de uma agência de intercâmbio. Esse é justamente o último lugar que você deve procurar para tirar esse sonho do papel. Isso porque essas agências vão te vão te cobrar para executar serviços que são gratuitos. Então aprenda a fazer as coisas por conta própria e, assim, economizar.

No High School americano existem escolas privadas e também públicas, então não necessariamente você precisa pagar para ter acesso ao ensino americano, que é mais voltado para prática e liderança. Ou seja, é um sistema totalmente diferente do que a gente está acostumado a ver aqui no Brasil.

Intercâmbios voluntários e sociais

Você sabia que é perfeitamente possível ir para outro país para ajudar pessoas? Você pode ir, por exemplo, ensinar inglês na Ásia; ajudar em questões de desenvolvimento humano na África; ou trabalhar com causas ambientais na Austrália. As opções são infinitas!

E a melhor parte é que na maioria desses casos, é possível ganhar, em troca do trabalho, salário, acomodação ou alimentação. Alguns programas pagam até ajudam a pagar a passagem.

Essa é oportunidade ideal, também, para quem tem algum tipo de talento, experiência ou conhecimento que poucas pessoas têm. Isso é muito precioso em todo mundo e vale para todas as áreas.

Além de tudo isso, também existem diversas ONG’s recrutando pessoas para suas causas sociais mundo afora. Até o ONU faz isso através do programas United Nations Volunteers.

Com a internet foram surgindo várias plataformas de troca de trabalho por acomodação e alimentação ao redor do mundo que facilitam e muito a vida dos viajantes que querem explorar cada canto do planeta mas não tem tanto dinheiro para isso. Alguns exemplos: WorldPackers, WWOOF Brasil, WorkAway e Help Exchange.

Cursos de universidades renomadas

Se você sonha em estudar em uma universidade no exterior, existem diversos tipos de intercâmbio no exterior muito mais simples e fáceis de passar que os tradicionais cursos de graduação e pós nas universidades mais renomadas.

A primeira coisa que você tem que entender é que passar em universidades como Harvard, Yale, Cambridge e Princeton, realmente é mais complicado. Mas dá pra passar com muito mais facilidade em universidades medianas, desde que você tenha um nível de inglês satisfatório para isso. As Community Colleges dos Estados Unidos, por exemplo, são uma ótima alternativa para quem quer começar o ensino superior no país de maneira mais fácil.

E mesmo nas universidades mais famosas, você não necessariamente precisa fazer um curso tradicional de graduação ou pós. Existem diversos cursos pagos, que nem sempre são caros, bem fáceis de conseguir. Em muitos cursos de extensão, por exemplo, você sequer precisa fazer prova pra passar.

Inglês no exterior de graça

Não pague uma agência de intercâmbio para te levar pra fora para aprender inglês. Se você acha que seu inglês ainda está no nível básico, estude sozinho na sua casa até conseguir um nível razoável.

Mas se você já está no intermediário e querendo subir de nível, existem diversos lugares para aprender inglês de graça nos Estados Unidos. E caso você escolha pagar, mesmo assim ainda há outras alternativas. Se você entrar em contato direto com as escolas americanas, por exemplo, no mínimo você consegue pagar metade do preço que pagaria caso optasse pelos serviços de uma agência.

Você se interessou por algum desses tipos de intercâmbio no exterior? Se sim, a chave para conseguir a sua oportunidade é se preparar com antecedência. A nossa mentoria especializada pode te ajudar com isso, oferecendo todo o suporte necessário na sua preparação em busca das melhores vagas no exterior. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados! 


Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos