Hoje em dia saber falar inglês é essencial para conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho. Mas muitas empresas não aceitam somente o certificado de conclusão de curso daquela escola de idiomas da sua cidade. É preciso comprovar o seu nível com um teste de proficiência em inglês.

Existem muitas opções disponíveis no mercado, como o TOEFL, o IELTS, os Exames de Cambridge, o Duolingo English Test e muitos outros. Um talvez não tão conhecido, mas que tem grande importância para quem quer entrar no mercado de trabalho, é o TOEIC. Por isso, hoje nós vamos te explicar como funciona este teste de proficiência em inglês para te ajudar a decidir se ele vale ou não a pena para você!

O que é o TOEIC?

O TOEIC, ou Teste de Inglês para Comunicação Internacional (Test Of English for International Communication) é um exame de proficiência em inglês voltado especificamente para o mercado de trabalho. Isso quer dizer que as pessoas que buscam o TOEIC são testadas em suas habilidades de comunicação em inglês em ambientes de trabalho e negócios.

Este teste foi criado pela mesma instituição responsável pelo TOEFL, a ETS (Educational Testing Service, ou Serviço de Testes Educacionais, em português). A principal diferença entre eles é que o TOEFL tem propósitos ligados à área acadêmica. Já  o TOEIC, como já dissemos, é voltado para o mercado de trabalho. 

IELTS ou Cambridge: qual teste de proficiência escolher

Apesar de a ETS ser sediada nos Estados Unidos, a ideia inicial para o desenvolvimento do TOEIC surgiu no Japão. Nos anos 1970, o japonês Yasuo Kitaoka procurou a ETS para criar um novo teste de proficiência voltado para o público japonês. Com o apoio do Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão, o teste começou o seu desenvolvimento em 1977, sendo aplicado pela primeira vez em 1979.

5 universidades asiáticas para ficar de olho

De lá pra cá, o TOEIC ganhou reconhecimento mundial e concorre com os testes da Universidade de Cambridge como o principal teste de proficiência utilizado no mercado de trabalho.

Quais são as vantagens do exame?

O TOEIC é aceito por mais de 14 mil instituições espalhadas em 160 países. Isso faz com que esse teste seja aceito em mais nações do que o exame CAE, de Cambridge, por exemplo, que é aceito em mais de 20 mil instituições, mas em 150 países. Entre as vantagens de fazer o TOEIC estão:

  • Praticar seu uso do inglês enquanto estiver estudando para a prova;
  • Saber qual é seu nível de inglês de acordo com uma instituição de reconhecimento internacional;
  • Conseguir melhores oportunidades de trabalho em uma empresa internacional ou mesmo dentro do Brasil, fazendo seu currículo se destacar em uma contratação ou promoção.

Uma dica é, antes de fazer a prova do TOEIC, pesquisar se a empresa, universidade ou instituição governamental que você está buscando uma oportunidade aceita o TOEIC.

Como funciona a prova?

Existem duas provas disponíveis para quem quer fazer o TOEIC. O exame mais tradicional é o de Listening & Reading, que avalia as capacidades de escuta e leitura dos candidatos. Mais recentemente foi criado o exame de Speaking & Writing, para avaliar a capacidade de fala e escrita de quem for fazer a prova.

Além de temáticas do dia a dia do mundo corporativo, como reuniões, vendas, negociações e viagens, algumas temáticas mais específicas também são cobradas na prova, como marketing e finanças. Outro ponto a se ficar atento é que, apesar do inglês cobrado ser o americano (já que ele é elaborado nos Estados Unidos), também podem aparecer sotaques de outros países na prova de Listening, como o sotaque australiano e britânico.

5 dicas para ir bem no reading do IELTS

O exame de audição e leitura (Listening & Reading) tem duração de duas horas. No total, são 200 questões de múltipla escolha divididas igualmente entre cada uma das habilidades.

A prova de Listening tem 45 minutos e é dividida em quatro partes: 6 questões sobre fotografias, 25 questões no estilo “pergunta/resposta”, 39 questões sobre diálogos rápidos e  30 de diálogos curtos.

Já a prova de Reading pode ser feita em 75 minutos e consiste em completar 30 frases soltas e 16 frases dentro de um texto. Também é preciso responder a 54 perguntas sobre textos apresentados.

O exame de fala e escrita (Speaking e Writing) dura uma hora e vinte minutos, sendo que a primeira parte da prova é oral. Por 20 minutos os candidatos devem ler textos em voz alta, descrever imagens, responder a três perguntas soltas e três perguntas com base em informações fornecidas, propor soluções a problemas apresentados e dar sua opinião sobre um tópico específico.

Já a prova de Writing (escrita) é realizada em uma hora. Ela consiste em oito questões. Nas cinco primeiras você deve escrever frases baseadas em imagens apresentadas usando duas palavras obrigatórias. Nas questões 6 e 7 deve-se responder a um requerimento escrito (como um e-mail), e a oitava questão consiste na elaboração de uma essay.

Validade e pontuação do TOEIC

A pontuação do TOEIC funciona de uma maneira diferente de acordo com a prova que você escolher fazer. Segundo a ETS, os exames não têm o objetivo de aprovar ou reprovar os candidatos e sim de identificar seu nível de conhecimento do idioma.

Na prova de Listening & Reading a pontuação vai de 10 até 990.  Essa nota vem do número de acertos das questões que é convertido em uma escala. Cada uma das provas recebe uma nota individual que é depois somada para obter o resultado final. Ou seja, na prova de Listening é possível fazer entre 5 e 495 pontos, mesmo intervalo de pontuação da prova de Reading. Se o candidato tira o mínimo nas duas provas recebe a nota 10 e se acertar o máximo, fica com 990 pontos. 

No exame de Speaking & Writing o sistema é parecido, mas a variação das notas é de 0 até 400, sendo 200 pontos da prova de Speaking e 200 pontos da prova de Writing. Ela também se diferencia no nível de proficiência comprovado. Enquanto no exame de Listening & Reading são oferecidos seis níveis que podem ser relacionados ao Quadro Comum Europeu (CERF), no caso da prova oral e escrita são comprovados 8 níveis na primeira e 9 na segunda.

Assim como acontece com o TOEFL, o TOEIC tem validade de dois anos. Isso acontece porque a ETS entende que a sua habilidade com a língua pode mudar com o passar do tempo. Se você continuar estudando, seu desempenho pode até melhorar, mas se você parar de estudar, o seu nível pode cair. Ao manter uma validade limitada, eles  te incentivam a continuar estudando para fazer a prova novamente.

Universidade do Intercâmbio

Se você está se preparando para o TOEIC ou para qualquer outro teste de proficiência com a intenção de tentar oportunidades internacionais, nós podemos te ajudar. A mentoria especializada da Universidade do Intercâmbio te prepara para as melhores oportunidades no exterior. Aprenda com mentores que já estiveram em importantes universidades ao redor do mundo! Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.