Não está fácil morar no Brasil. Segundo dados do PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio), 14,4% dos nossos trabalhadores estão sem emprego. Essa taxa é quase o dobro da de dez anos atrás. No mesmo período em 2012, 7,9% estavam nesta situação. Até em comparação com o primeiro trimestre do ano passado, houve um aumento de 2,2%.

Vendo esse cenário a gente até se pergunta se não seria melhor ir morar no exterior, né? É por isso que hoje nós vamos te apresentar os cinco melhores países para morar e qual a posição do Brasil nesse ranking. Ficou curioso(a), então veja esta lista!

Como é feito o ranking dos melhores países para morar?

O que torna um país merecedor do título de melhor do mundo? Segundo o US News, em um mundo globalizado, existem muitos fatos que influenciam se um país é bom ou não. É claro que índices como qualidade de vida e potencial econômico são importantes, mas eles também levam em conta fatores como a riqueza cultural, por exemplo.

O método utilizado para este ranking foi elaborado em conjunto com um docente da Universidade da Pensilvânia, uma das integrantes da Ivy League. O relatório avalia 78 dos 193 países reconhecidos pela ONU. A pesquisa leva em consideração a percepção que se tem das categorias:

  • Aberto para Negócios (peso de 9,42% na nota final) - governo transparente, baixo custo de produção, pouca burocracia;
  • Agilidade (peso de 14,18% na nota final) - dinâmico, moderno e com capacidade de se adaptar às mudanças;
  • Aventura (peso de 3,79% na nota final) - bom para turismo com clima e pessoas agradáveis; 
  • Empreendedorismo (peso de 14,16% na nota final) - possui mão de obra qualificada, população educada, acesso fácil ao capital e boa infraestrutura;
  • Finalidade Social (peso de 12,23% na nota final) - se preocupa com direitos humanos, com o meio ambiente e com a liberdade política e religiosa;
  • Herança (peso de 1,93% na nota final) - tem uma história rica, ótima comida e muitas atrações culturais e geográficas;
  • Influência Cultural (peso de 10,45% na nota final) - é influente e prestigiado em termos de cultura e marcas;
  • Movimentadores (peso de 13,87% na nota final) - tem características diferentes, dinâmicas e únicas;
  • Poder (peso de 6,09% na nota final) - é um líder, com economia influente, importantes parcerias comerciais, boas taxas de exportação e força militar;
  • Qualidade de Vida (peso de 13,18% na nota final) - tem um bom mercado de trabalho, acessível, economicamente estável, favorável à família, com igualdade de renda, politicamente estável, seguro, com sistemas de educação e saúde pública bem desenvolvidos.

Cada um desses critérios também gera um ranking separado e é feita uma média ponderada das notas de cada um desses pontos para se chegar ao resultado final. Na classificação geral divulgada pelo US News, os melhores países do mundo são:

1. Canadá (América)

O Canadá é um dos países favoritos dos brasileiros na hora de fazer um intercâmbio.  Essa preferência não é à toa, já que ele foi classificado como o melhor país do mundo. Em termos de território, ele é a maior nação do continente Americano e a segunda maior do planeta, ficando atrás só da Rússia.

melhores_países_para_morarOttawa, capital do Canadá. (foto: Edna Rbago/Pixabay)

Com todo esse tamanho é óbvio que o país tem uma grande diversidade natural. Porém, devido ao frio, a grande maioria da população canadense (que conta com 37,6 milhões de habitantes) se concentra próximo à fronteira com os Estados Unidos.

Vancouver Film School: uma das melhores para fazer cinema

O país também se destaca pela sua riqueza cultural. Lá é um ótimo lugar para estudar cinema ou animação, por exemplo. O Produto Interno Bruto (PIB) do Canadá é de 1,74 trilhões de dólares, que se fosse dividido igualmente para todos daria um PIB per capita de 46.195 dólares para cada canadense.

2. Japão (Ásia)

Em 2021, o Japão conseguiu conquistar o segundo lugar na lista de melhores países do mundo. Os japoneses são conhecidos por sua tecnologia e por conseguirem integrar sua cultura tradicional com novos hábitos trazidos do ocidente.

melhores_países_para_morarTóquio, capital do Japão. (foto: Phongsak Manodee/Pixabay)

A população japonesa é de 126 milhões de pessoas, que ocupam as quatro ilhas do país. Um fator interessante é que a grande parte do Japão é composta de montanhas e florestas, mas as pessoas se concentram nos centros urbanos. Apenas na capital, Tóquio, vivem mais de 9 milhões de pessoas.

5 faculdades no Japão para quem ama tecnologia

Outro destaque do país é a sua economia. O Produto Interno Bruto do Japão é de 5,08 trilhões de dólares. Além disso, o PIB per capita também é bastante elevado, chegando a 40.247 dólares, quase igual ao do Canadá, que tem uma população bem menor.

3. Alemanha (Europa)

O primeiro país europeu a aparecer na lista é a Alemanha. Ela tem a maior população do continente, com 83,1 milhões de pessoas. Além disso, a Alemanha possui uma das mais poderosas economias do mundo, com um PIB de 3,86 trilhões de dólares. O Produto Interno Bruto per capita soma 46.445 dólares por habitante.

melhores_países_para_morarBerlim, capital da Alemanha. (foto: Kai Vogel/Pixabay)

Nem é preciso dizer que o país teve um importante papel na história mundial, né? Até hoje, ele tem grande influência no planeta e na região, já que faz fronteira com outras nove nações europeias. Além disso, a Alemanha é um país de geografia diversa com alpes ao sul e praias ao norte.

4 cidades para estudar na Alemanha

4. Suíça (Europa)

A Suíça caiu do primeiro lugar, em 2020, para o quarto lugar neste ano. O país é repleto de alpes, lagos e vales em seu pequeno território de apenas 41 quilômetros quadrados. O território suiço abriga 8,57 milhões de pessoas, ou seja, toda a população do país caberia apenas na cidade de Tóquio.

melhores_países_para_morarBerna, a capital da Suíça. (foto: Luca Aless/Wikimedia Commons)

Outra curiosidade do país, é que na Suíça existem mais bancos do que dentistas! Se o número de dentistas por pessoa não é tão alto assim, o mesmo não se pode dizer do PIB. Os suíços têm um PIB per capita de 81.994 dólares e um Produto Interno Bruto total de 703 bilhões de dólares. Talvez esse seja o resultado de investir mais nos bancos do que nos dentes.

5. Austrália (Oceania)

A Austrália, assim como o Canadá, faz parte da Commonwealth, grupo de nações fundado pelo parlamento do Reino Unido. Porém, ambos os países, que já foram colônias britânicas, hoje, estão melhores colocados do que a própria Inglaterra.

melhores_países_para_morarCamberra, capital da Austrália. (foto: Design n Print/Pixabay)

O país é amplamente conhecido por suas belezas naturais. Por lá é possível encontrar animais únicos no mundo, além de paisagens encantadoras, com praias e desertos. Seu território também inclui algumas ilhas. Toda essa terra foi ocupada pelos povos locais por 40 mil anos antes da chegada dos britânicos no século XVIII.

10 melhores cidades para estudar na Austrália

Atualmente, a Austrália tem 25,4 milhões de habitantes e possui uma economia desenvolvida. O Produto Interno Bruto australiano soma 1,4 trilhões de dólares. Essa soma faz com que o PIB per capita do país seja de 55.060 dólares, o um dos maiores entre os cinco países melhor classificados pela lista do US News.

Em que posição ficou o Brasil?

Pode ser que esse resultado seja uma surpresa para você, mas o Brasil ficou em 26º lugar entre os 78 países analisados e o terceiro melhor do continente americano. Não é uma posição tão ruim assim, mas nós já estivemos bem melhor. Em 2016, por exemplo, quando essa classificação foi feita pela primeira vez, nós estávamos em 20º lugar.

Um dos piores critérios para nós é o de qualidade de vida. Se ele for analisado individualmente, nós caímos para a 53ª posição, mais de dez posições abaixo do que em 2016, quando ficamos em 42º lugar. Um aspecto positivo é o ítem aventura, em que conquistamos a primeira posição nos dois casos.

Em 2021, ficaram na frente do Brasil países como os Estados Unidos (6ª posição), o Reino Unido (8ª posição) a França (11ª posição), a Coreia do Sul (15ª posição), a Itália (16ª posição), a China (17ª posição), a Espanha (19ª posição), a Bélgica (20ª posição) e a Rússia (24ª posição).

Um dado interessante sobre os Estados Unidos é que o país subiu uma colocação, mesmo tendo dificuldades no enfrentamento da pandemia de coronavírus. O US News destaca a importância econômica e militar do país, bem como sua grande influência na cultura mundial com filmes, músicas e séries que estão presentes em todo o planeta.

Por outro lado, o Reino Unido caiu duas posições em comparação com 2020. A razão pode ter sido a queda na qualidade de vida. Nesse critério, a terra da rainha caiu da 12ª (2020) para a 14ª (2021) melhor nação.

Um destaque fica por conta da Nova Zelândia, que subiu da 11ª para a 7ª posição, graças, em parte, ao bom desempenho no enfrentamento da doença. Com essa ascensão, a Oceania ficou com dois países entre os melhores do mundo, desempenho idêntico ao do continente americano e inferior ao da Europa, que é a campeã com 5 entre os 10 melhores países para morar. Já a Ásia tem um país no TOP 10, enquanto a África não tem nenhum.

Intercâmbio com a UDI

Vendo essa lista dos melhores países para morar, dá até vontade de sair do Brasil e passar um tempo lá, né? Com a mentoria especializada da Universidade do Intercâmbio você pode realizar o seu sonho. Nossos mentores já moraram e estudaram no exterior e vão te apresentar mais de 60 tipos de intercâmbio. Aí é só escolher a melhor opção para você! Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.